IPV6

Resumo Endereço Ipv6

Os endereços Ipv6 são grafados com 128 bits, divididos em 8 quartetos, em formato hexadecimal, da seguinte forma:

FE00:0000:0000:0001:0000:0000:0000:0056

Para facilitar, ele pode ser abreviado de acordo com as seguintes regras:

  • Omita os 0s na frente em qualquer quarteto.
  • Represente um ou mais quartetos, todos com 0s hexa, com dois pontos duplos (::), mas somente uma vez em cada endereço.

Deste modo, o exemplo acima pode ser abreviado da seguinte forma:

FE00::0:1:0:0:0:56

ou ainda:

FE00:0:0:1::56

O uso de prefixos nos endereços ipv6 é exemplificado a seguir.

2340::/12 – é atribuído para um ISP, que corresponde ao binário:

0010 0011 0100 0000 0000 0000 0000 0000 … ::

Ou seja, o bloco de 12 digitos binários (em negrito) é fixo, e os 0s podem variar.

Na Seqüência, o ISP prove um bloco de endereços /32 para uma companhia cliente:

2340:1111::/32 – em binário:

0010 0011 0100 0000 0001 0001 0001 0001 0000 0000 … ::

Ou seja, o bloco de 32 dígitos binários (em negrito) é fixo, e os 0s podem variar.

Logo a seguir, a companhia pode usar o seguinte bloco:

2430:1111:AAAA/48 – em binário:

0010 0011 0100 0000 0001 0001 0001 0001 1010 1010 1010 1010 … ::

Ou seja, o bloco de 48 dígitos binários (em negrito) é fixo, e os 0s podem variar.

Unicast: endereço ip atribuído a interfaces individuais.

Multicast: Um endereço que representa um grupo dinâmico de hosts.

Anycast: Uma função na qual diversos servidores podem usar o mesmo endereço anycast, com pacotes enviados pelos clientes sendo encaminhados para o servidor mais próximo, permitindo a distribuição do trafego entre diferentes servidores.

Unicast Global: Endereço semelhante aos ips públicos no ipv4, e geralmente começam com 2000::/3 ou 3000::/3

Unicast Local: Endereço semelhante aos ips privados no ipv4, e geralmente começam com FD (FD00::/8). A seguir, o formato de uma endereço unicast local:

Prefixo da Sub-rede
8 bits 40 bits 16 bits 64 bits
FD ID GLOBAL SUB-REDE ID DA INTERFACE

Unicast Link-local: Endereço usado quando se envia pacotes para a sub-rede local; os roteadores nunca encaminham pacotes destinados a link-local para outras sub-redes. Um endereço link-local é auto-designado pelo host antes mesmo de estar em uma sub-rede, por exemplo, quando um host envia um pacote RS (router solicitation) ele envia com o endereço de origem seu link-local.

Endereços link-local começam sempre por FE80, FE90, FEA0 e FEB0, ou seja, FE80::/10.

Um exemplo de endereço link-local, iniciado com FE80, mais 54 0s binários, mais o ID de interface do host no formato EUI-64

10 bits 54 bits 64 bits
FE80/10 Todos 0s ID da interface
1111111010 ::

Multicast Link-local: Endereços multicast link-local começam com FF02::/16, um exemplo a seguir, dos endereços ipv6 multicast link-local usados por protocolos de roteamento:

Endereço de loopback: ::1 = 127.0.0.1

Rotina de inicialização de uma rede ipv6:

1 – O host calcula seu endereço link-local

2 – O host envia uma mensagem RS (router solicitation) do NDP, para o endereço multicast FF02::2 para todos os roteadores, solicitando informações sobre roteadores default e prefixos.

3 – Os roteadores respondem com uma mensagem RA para o endereço de multicast FF02::1, para todos os hosts, informando sobre o roteador default e prefixos.

Se a atribuição dinâmica for autoconfiguração stateless, ocorre o seguinte:

1 – O Host constrói seu endereço ip baseado nas informações recebidas pela RA e calcula um ID de interface EUI-64 baseado em seu endereço MAC.

2 – O Host usa o DHCP para solicitar endereços DNS através de servidores DHCP stateless.

Se a atribuição for dinâmica stateful, o host solicita através de um servidor DHCP stateful seu endereço ip, prefixo, roteador default e servidores DNS.

Exemplos de protocolos que trabalham em conjunto com o ipv6 são RIPng, OSPFv3, EIGRP for ipv6

Sintaxe de Configuração do ipv6 no IOS:

Router(config)#ipv6 address 2340:1111:AAAA:1::/64 eui 64

Sintaxe de configuração de protocolos de roteamento

Router(config)#ipv6 unicast-routing Habilita o roteamento ipv6

Router(config)#ipv6 router rip name Habilita o protocolo de roteamento selecionado

Router(config-if)# ipv6 rip name enable

Alguns recursos estão disponíveis para serem usados com ipv6, como o dual stacking, que nada mais é do que uma interface de rede ter dois endereços, um ipv6 e outro ipv4. Esse recurso é muito útil no processo de migração. O Tunelamento ipv6-to-ipv4 também esta disponível. Esse recurso funciona com uma rede que trabalha com ipv6 mas as redes no caminho ainda operem em ipv4, o roteador encapsula o pacote ipv6 dentro de um pacote ipv4 e no destino o processo é feito de modo ao contrario, com o roteador de destino desencapsulando o pacote ipv4 e encaminhando o pacote ipv6. Uma desvantagem nessa situação é o overhead necessário, reduzindo a capacidade da rede. Um tipo de tunelamento bastante usado é o Teredo, no qual um host com pilhas duais crie um túnel para outro host, com o próprio host criando o pacote ipv4 e encapsulando no pacote ipv6.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s